Voce está navegando em:
HOME / NOTICIAS / LER NOTICIA
Malhação em jejum não aumenta queima de gordura, afirma especialista
18/12/2013   
 
A prática de se exercitar em jejum está virando uma febre entre os atletas e leigos que querem emagrecer. Mas a ideia não é nem de longe adequada para alcançar o objetivo de perder peso mais rápido. O aeróbico em jejum (AEJ), como é chamado, sustenta que o estoque baixo de carboidrato, fruto de uma noite inteira sem comer, levaria o exercício a usar a gordura como fonte de energia. "Teoricamente parece interessante, mas na prática não funciona", diz Ivan Pacheco, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. Ele afirma ainda que, mesmo sem se alimentar, a pessoa tem estoques de carboidrato no organismo ao acordar. O gasto maior da gordura seria fruto de uma variação na intensidade do exercício. "Exercício de intensidade baixa ou moderada usa mais gordura como fonte de energia mesmo que a pessoa tenha se alimentado", argumenta Pacheco. “O leigo quer entrar na moda e pensa que se é bom para o fisiculturista é bom para ele. Mas os riscos superam os benefícios para a maioria", diz Franz Burini, médico do esporte, que afirma ainda que se a atividade física aumentar o grau de intensidade, o corpo passa a gastar mais carboidrato e proteína do que gordura. Com informações da Folha de S. Paulo. 

 
 
 
Untitled Document
Destaques
Link´s
Contato
Mundo
Entrevistas
Educação
Brasil
Publicidade
Esportes
Tecnologia
Portal Licinio
Urandi News
Facebook
História
Quem Somos
Cidades Atendidas
Anuncie aqui
Cadastre seu evento
Trabalhe conosco
Fale conosco